Critica | Titãs

12/01/2019 às 13:41hs

Apesar de eu ser uma grande fã da Marvel, eu não sou uma pessoa injusta. Preciso reconhecer que de um tempo pra cá, a DC Comics está de parabéns (ou quase) ao desenvolver certas coisas.

Como quase todo produto da DC Comics, Titãs está envolta a muito barulho e controversas, seja pela avalanche de criticas negativas que recebeu devido a escolha do elenco, seja pelo lado extremamente sombrio e violento ou seja lá por qualquer outra coisa.

A verdade é que independente do que a casa do Batman faça, sempre estará rodeada de burburinhos, discussão e expectativas. Se isso é bom ou ruim, eu não sei, mas que Titãs veio com a intuição de se tornar o carro-chefe de um projeto ambicioso pro serviço de streaming, só o tempo dirá.

Resultado de imagem para titans serie

Os Titãs alcançaram o sucesso com a fase comandada pelo escritor Marv Wolfman e ilustrada pelo desenhista George Perez, apesar de terem várias formações. Aqui o grupo deixa de lado o ar juvenil e encara a personalidade de jovem-adulto. Dessa forma, entende-se que a série seguirá por essa linha, ainda que seja bem estranho ver o Robin (Brenton Thwaites)arrastar a cara de criminosos no vidro e presenciar a Estelar (Anna Diop)carbonizar bandidos.

E isso é ruim? Obviamente que não, muito pelo contrário. Se tratando do universo sombrio e estranho que a série está criando em torno dos personagens, o perigo e a violência constante choca um total de zero pessoas.

Assim como nos quadrinhos, a liderança fica a cargo do Robin tornando-o um dos destaques da série, já que isso faz com que a gente se interesse pela história do personagem, e isso é um ponto muito positivo, porque afinal de contas, todo mundo quer saber o porque do Robin ter largado o Batman e deixado Gotham City pra trás.

Resultado de imagem para titans serie

Ravena (Teagan Croft) é o grande destaque dessa primeira temporada, ela foi colocada no centro do grupo, agindo como uma grande “cola” que futuramente irá unir os outros integrantes. A personagem é de suma importância, já que a presença dela deu origem ao grande vilão da temporada e que também, introduz os Titans em uma outra dimensão, em um mundo mágico, tirando aquela necessidade que a maioria das séries tem de que precisa ser real, de que precisa “aparentar realidade”. Besteira isso ai.

Independente de também serem protagonistas, Estelar e Mutano (Ryan Potter) ficaram de lado, servindo mais como margem para que o drama da Ravena ganhe espaço e seja introduzido em toda a trama da série e isso meus amigos, demanda tempo.

Em contrapartida, os personagens não possuem visuais muito empolgantes, com exceção do Robin, que convenhamos é o mais fácil de se reproduzir para a TV. Ravena está longe de impor todo o seu lado sombrio e tenebroso, o que é bem compreensível diante do que foi apresentado até então. Mutano será um grande problema, já que o CGI apresentado está bem longe dos padrões que estamos acostumados. Estelar por sua vez, não é nada meiga e fofinha das séries animadas, aqui ela é perfeitamente condizente com o seu lado “princesa guerreira” e com suas outras encarnações nas HQ’s.

Resultado de imagem para titans serie

Titãs é uma série que está dividida loucamente entre o fan-service e a busca pela própria identidade. O episódio final não convence muito, diante de que houveram outros episódios bem mais impactantes. A ameaça de Trigon foi apenas um vislumbre e nós teremos que esperar até a próxima temporada pra ver o parquinho pegar fogo. Entre trancos e barrancos, a série conclui a primeira temporada com um saldo positivo a série ainda tem um longo caminho a percorrer pra se manter no cenário televisivo.

Sendo o primeiro produto original do serviço de streaming, Titãs tem a difícil missão de abrir caminho para novas produções. A citação da trindade principal do universo da DC deixa bem clara a liberdade que o catálogo terá pra adaptar com mais propriedade as HQ’s, mas isso só será possível quando o grupo estiver estabelecido em toda a sua glória trevosa, a partir daí é ao infinito e além, possibilitando a expansão desse universo com novos arcos.

Com uma segunda temporada já confirmada, o grupo até aqui nos apresentado tem plenas capacidades de honrar o material original dos Jovens Titãs, o que nos resta é torcer para que os produtores do universo DC tenham bom-senso nas próximas adaptações.