Crítica | O horror do Cemitério Maldito

Superando expectativas, cemitério maldito reforça o sucesso do horror nos cinemas.

16/05/2019 às 21:29hs
Foto preto em branco com um homem segurando uma pá.

Seguindo a onda de remakes dos clássicos do horror, encontrar uma nova forma de contar uma história já conhecida é um desafio, principalmente quando se trata de uma criação de Stephen King, escritor por trás de “IT – A Coisa”. Praticamente todos os anos alguma obra do mestre do horror é adaptada, e agradar uma legião de fãs que se assustou com seus livros e filmes não é uma tarefa fácil.

Cemitério Maldito se tornou uma das principais histórias de King, o que acaba se tornando uma enorme responsabilidade para seus realizadores. Tendo como objetivo alcançar uma qualidade semelhante a “IT- A Coisa”, de 2017, a proposta dos diretores é justamente trazer um longa onde houvesse mais elementos do livro, mantendo a tensão e ajustando as falhas da adaptação original.

O longa conta a história de um casal que decide ir morar em uma casa afastada das grandes cidades, porém, quando um caminhão atropela sua filha, o pai desesperado decide enterrar a menina em um antigo cemitério indígena, que segundo uma lenda, traz os mortos de volta a vida.

Gato parado no meio da estrada, cena do filme Cemitério Maldito.
Cemitério Maldito – 2019

A nova roupagem do horror

Com a mesma premissa que o filme anterior, Cemitério Maldito traz alguns elementos já conhecidos pelos leitores de King. Um dos pontos centrais na trama é a relação com a morte e o sentimento de perda, o luto enfrentado pela família e a não aceitação do pai, o levando a fazer qualquer coisa para ter a filha de volta. A tensão do filme cresce conforme o desenrolar da trama, sendo reforçado por uma fotografia mais escura.

Nesta nova versão, os realizadores buscaram consertar alguns clichês bem comuns a época, acrescentando outros elementos que enriquecem o desenvolvimento da trama, o que ajuda a nos prender a atenção ao que está acontecendo.

Leia mais em: It: A Coisa | Crítica

Ainda esse ano, teremos mais duas adaptações do mestre do horror. A primeira será “Doutor Sono”, a continuação de O Iluminado, e em setembro o segundo capítulo de “IT – A Coisa”, que bateu recorde de maior bilheteria de todos os tempos para um longa de terror nos EUA, superando o clássico “O Exorcista” de 1973. Cemitério Maldito, já lançado nos Estados Unidos desde abril, vem recebendo boas críticas e já ultrapassa a marca dos US$ 100 milhões nas bilheterias mundiais.

Com essa nova adaptação, Cemitério Maldito consegue nos prender com uma história bem amarrada.

Assista o Trailer:

Cemitério Maldito – 2019

Conteúdo Relacionado

Cinema

Crítica | IT: Capítulo Dois

It é mais um clássico de Stephen King a ganhar um novo remake esse ano. Agora, a trama se passa 27 anos após o primeiro capítulo, lançado em 2017.