O que seria necessário para ser o Batman?

Você tem o que é necessário para ser o morcego de Gotham?

09/10/2019 às 12:03hs

Se você é um nerd raiz, com certeza já imaginou as reais possibilidades de termos super-heróis no nosso mundo. Sempre que pensamos nisso, um dos únicos possíveis é o Batman, isso porque o morcegão não possui nenhum superpoder, além de ser rico virado no setenta.

Apesar da quantidade monstruosa de dinheiro necessária para isso, se tornar o Batman envolve muito mais coisas do que isso, e já foi feito até um estudo sobre. É possível existir um morcegone, mas é um rolê bem grande pra isso.

O estudo é meio velho, de 2008, e foi feito por E. Paul Zehr, professor associado de cinesiologia e neurociência na Universidade Vitória, na Columbia Britânica (Canadá), e praticante de Chito-Ryu karate-do há 26 anos. No livro “Becoming Batman: The Possibility of a Superhero”, Zehr conta com o, realisticamente falando, seria possível se tornar o vigilante mascarado.

TREINAMENTO

Você já deve saber, mas ser o Batman requer um trinamento muito, muito árduo. Segundo o estudo, o Bruce Wayne da vida real teria que treinar, no mínimo, de 10 a 15 anos para ter as habilidades de luta que conhecemos. Isso porquê seria muito mais “simples” ter um combate letal, onde fosse possível incapacitar permanentemente o adversário, com força total, mas essa não é a política do herói.

O treinamento então teria que ser mais focado e delicado de certa forma, já que a ideia é combater o inimigo sem matá-lo. Esse tipo de preparo leva mais tempo, porque Bruce teria que ser preciso para retaliar o adversário sem se machucar e ao mesmo tempo, impossibilitando seu revide, sem ter que matar pra isso. Treta!

Por esse motivo, o escritor diz que o treinamento mais próximo do real que o herói já teve foi em Batman Begins, quando ele fica sete anos nas ruas de Gotham e depois vai até a prisão butanesa, onde acaba sendo treinado por Ra’s Al Ghul e a Liga das Sombras.

INTELIGÊNCIA

Fora esse treinamento pra se tornar um ninja, o Batman também é o maior detetive do mundo, seu maior super-poder é o preparo, que já o ajudou a enfrentar e vencer o Superman.

Pra alcançar esse nível intelectual, nosso querido Bruce teria que estudar por 20 anos, sempre se mantendo atualizado sobre química, conhecimentos forenses, psicologia, entre todas as várias outras capacidades dele.

Mesmo tendo essa possibilidade devido à sua fortuna, ainda assim o entrave do treinamento seria o tempo, já que teria que intercalar o preparo físico, o intelectual e o descanso. Nada fácil, amigos.

CARREIRA

Depois de cumprir todos esses requisitos, o sujeito estaria pronto pra chutar a bunda de bandidos por décadas, assim como o Batman dos quadrinhos, certo? Não, meu brother!

Mesmo com tudo isso, o impacto físico que isso teria no ser humano o possibilitaria ser o morcegão por cerca de 2 ou 3 anos. A carreira curta seria inevitável, já que, mesmo descendo o cacete em geral, o Batman também apanha, e isso geraria diversas fraturas e lesões.

Junto disso, tem também o alter ego de Bruce Wayne, que é preciso sustentar publicamente durante o dia, impossibilitando o descanso desse guerreirinho. O corpo cansado das lutas teria que descansar quase que o dia todo, mas seria obrigado a sustentar essa atuação de Bruce como playboy. Em algum momento, a saúde cobraria o preço, e nessa hora amiguinhos, acabaria a carreira do morcegão.

ENTÃO, É POSSÍVEL?

Segundo Zehr, se pegarmos o número de bilionários do mundo e multiplicarmos pelo número de pessoas que se tornam atletas olímpicos, teríamos um estimativa bem próxima. Agora só falta achar alguém disposto a gastar décadas de preparo e cerca de 648 milhões de dólares, mais custos anuais.

Não vale o Elon Musk, ele já é o Tony Stark. Alguém em mente?

 

Conteúdo Relacionado

Cinema

Critica | Titãs

Apesar de eu ser uma grande fã da Marvel, eu não sou uma pessoa injusta. Preciso reconhecer que de um tempo pra cá, a DC Comics está de parabéns (ou quase) ao desenvolver certas coisas. Como quase todo produto da DC Comics, Titãs está envolta a muito barulho e controversas, seja pela avalanche de criticas […]