ImperiaLista| As PIORES adaptações da história do cinema

É até mancada fazer um ranking com essas bombas

30 set 2017

Vivemos a era da reciclagem cinematográfica. Nunca houve um volume tão grande de adaptações de obras já existentes e das mais variadas origens como hoje. Com a chegada do trailer de Tomb Raider, surgiu na internet a discussão sobre as adaptações de games. Com isso, resolvi montar essa ImperiaLista, relembrando aquelas adaptações que doeram na nossa alma quando assistimos. São filmes e séries que adaptam quadrinhos, animes e etc.

Antes de mais nada, me desculpe por ressuscitar essa dor.

Tomb Raider

Começando pelos primeiros filmes da nossa querida Larinha. Se hoje a coisa tá ruim, lembre-se que já foi pior. Os produtores só queriam saber de dinheiro e entucharam Angelina Jolie como a exploradora dos games em dois filmes sem pé nem cabeça. A sorte é que a parada foi tão ruim que meu cérebro deletou as cenas.

Demolidor – O Homem Sem Medo

O Demônio de Hell’s Kitchen é muito bem representado nas séries da Marvel na Netflix pelo britânico Charlie Cox, mas não podemos esquecer (mas deveríamos) que Ben Affleck já interpretou o ceguinho mais porradeiro dos quadrinhos em um filme inacreditável de tão ruim em 2003. Nessa obra prima da bizarrice, a cama de Matt Murdock é um caixão, e ele enfrenta Elektra num parquinho, além, é claro, de o Mercenário matar uma velha no avião com um amendoim. Q U E  F I L M E  M E R D A.

Percy Jackson

Se eu que nem li os livros já achei a adaptação ruim, imagine os fãs da série. Por isso eu levei essa questão à nossa imperadora Isis, leitora de Percy Jackson. Entre outras coisas, ela disse que a idade dos personagens está a frente do que é nos livros, e o fato de eles usarem tecnologia nos filmes não bate com os livros, onde é terminantemente proibido. Para encerrar, a versão de Hades do filme é nada mais do que um “cosplay de Zé Ramalho” (palavras dela). Realmente, horrível.

Doom

Essa adaptação é a explicação literal da expressão “Pra quê?”. Me diz por que caralhos eles quiseram adaptar Doom para o cinema? Mais de dez anos se passaram e eu ainda não entendo. O game foi um marco na indústria, sendo um dos primeiros FPS (First Person Shooter), e ainda tinha o elemento do terror. No filme, colocaram o The Rock em início de carreira como o protagonista, e usaram o principal elemento do jogo em apenas uma cena. Muito, muito ruim.

Super Mario Bros

Esse filme é sem dúvida alguma uma das piores coisas que o cinema já produziu. Hollywood pegou a história simples do encanador mais querido do mundo e transformou em uma ficção científica de gosto duvidoso. Mario e Luigi vão para o mundo subterrâneo resgatar a princesa Daisy do Rei Koopa, e nesse mundo as pessoas são descendentes de dinossauros! Eu preciso falar mais alguma coisa?

Batman & Robin

Bat-Cartão de Crédito, uniformes com mamilos, Arnold Schwarzenegger como Mr. Freeze e efeitos sonoros da série dos anos 60. Se você nunca viu, agradeça a Odin e não faça isso. O morcegão já sofreu demais nos cinemas. George Clooney pede desculpas pelo filme até hoje.

Resident Evil

É um pouco controverso colocar essa franquia aqui, já que os filmes ganham muita grana desde o primeiro, mas como adaptação, o Resident Evil dos cinemas não tem absolutamente NADA a ver com os jogos. Começando pelo fato de os games seguirem uma linha mais recheada de suspense e terror, e os filmes serem basicamente um apanhado de cenas absurdas de ação. E na boa, quem é Alice?

Dragon Ball Evolution

De todos os filmes citados aqui, esse é o que mais maltrata o meu coração. Quando anunciaram a produção de Dragon Ball Evolution, eu só conseguia pensar nisso, em ver finalmente Goku, Vegeta e as batalhas transformados em Live Action. Acontece que o que se viu foi um amontoado de 2 horas de cenas lamentáveis e que não fizeram jus algum ao que representa Dragon Ball para várias gerações. Dói até hoje.

Eu poderia continuar com a lista até o número 50, mas é demais pros nossos corações. Menções nada honrosas para Death Note,The King Of Fighters, Street Fighter, Tekken, Alone In The Dark e Quarteto Fantástico.

Se for possível evitar esses filmes, faça isso, pelo bem da sua obra favorita. Esqueci algum? Deixa aí nos comentários!

 

 

%d blogueiros gostam disto: