5 livros de Stephen King

Mistério. Romance. Terror. Horror.

28 jun 2017

Esse post é para aquelas pessoas que amam Stephen King como eu. King é um tiozão de 69 anos que nasceu em Portland mais mora no Maine. Ele é o escritor mais reconhecido de contos de horror fantástico e ficcção de várias gerações. Seus livros já venderam quase 400 milhões de cópias  e tiveram publicações em mais de 40 países, o que o leva ao posto de autor mais traduzido no mundo. Embora ele se destaque na literatura de terror/horror, King também tem outras obras em destaque que o levaram ao cinema, como À Espera de um Milagre e Cristine. Não satisfeito, ele também escreveu alguns episódios para séries, como o roteiro do episódio “Feitiço” da 5º temporada de Arquivo X. Então sem mais delongas, abaixo eu listei as 10 obras do mestre King que eu mais gosto e que fazem parte do meu precioso acervo literário.

  •  It: A Coisa – “Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry.
    Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em It : A Coisa, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.”

Não sei vocês, mais eu não acho palhaços engraçados, acho eles bem assustadores. Confesso que tive muito receio de ler este livro por medo de agravar a minha fobia por palhaços, mais foi uma experiência interessante. Foram as mais de mil páginas mais bem lidas da minha vida. O livro conta a história de 7 amigos que enquanto crianças combatem uma força maligna que assombra a cidade de Derry, no Maine, após isso cada um toma seu rumo. Vinte e sete anos depois, essa criatura está de volta e mais faminta do que nunca. Ironico mesmo é que já fazem 27 anos que o primeiro filme foi feito, que há um tempo atrás houveram surtos de palhaços assassinos no mundo todo e que esse ano vai haver um outro remake. Coincidência? Eu acho que não.

  • Novembro de 63 – “A vida pode mudar num instante, e dar uma guinada extraordinária. É o que acontece com Jake Epping, um professor de inglês de uma cidade do Maine. Enquanto corrigia as redações dos seus alunos do supletivo, Jake se depara com um texto brutal e fascinante, escrito pelo faxineiro Harry Dunning. Cinquenta anos atrás, Harry sobreviveu à noite em que seu pai massacrou toda a família com uma marreta. Jake fica em choque… mas um segredo ainda mais bizarro surge quando Al, dono da lanchonete da cidade, recruta Jake para assumir a missão que se tornou sua obsessão: deter o assassinato de John Kennedy. Al mostra a Jake como isso pode ser possível: entrando por um portal na despensa da lanchonete, assim chegando ao ano de 1958, o tempo de Eisenhower e Elvis, carrões vermelhos, meias soquete e fumaça de cigarro. Após interferir no massacre da família Dunning, Jake inicia uma nova vida na calorosa cidadezinha de Jodie, no Texas. Mas todas as curvas dessa estrada levam ao solitário e problemático Lee Harvey Oswald. O curso da história está prestes a ser desviado… com consequências imprevisíveis. Em Novembro de 63, livro inédito de Stephen King, a viagem no tempo nunca foi tão plausível… e aterrorizante. “

Nessa obra King decide viajar no tempo e dizer que isso parece um clichê é uma bobagem. King trata a viagem no tempo como se fossem pequenos eventos que provocam grandes mudanças, de realidades paralelas, de vidas que se passam juntas em outros planos e de passados que foram modificados e de futuros imprevisíveis. Novembro de 63 é a história se um homem que viaja no tempo pra salvar a vida do presidente Kennedy e acaba se dando melhor naquela época. Apesar de algumas partes cansativas, me interessei muito por esse período histórico americano, procurei fotos de Lee Oswald e matérias daquela época. Você, assim como eu vai começar a criar várias teorias conspiratórias.

  • O Iluminado – ” Jack Torrence consegue um emprego de zelador em um velho hotel, e acha que será a solução dos problemas de sua família: não vão mais passar por dificuldades, sua esposa não vai mais sofrer e seu filho, Danny, vai poder ter ar puro para se livrar de estranhas convulsões. Mas as coisas não são tão perfeitas como parecem: existem forças malignas rondando os antigos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança, e, inevitavelmente, um embate entre o bem e o mal terá de ser travado.

Clássico é clássico não é mesmo mores ? De longe, o meu favorito. Jack é tão real que dá a impressão de que vai sair pra fora do livro, ele é aquele tipo de personagem que tenta de tudo pra dar certo na vida e acaba fazendo burradas. Quem nunca? Danny é uma preciosidade à parte, senti vontade de colocar ele num potinho pra ele não passar por tudo o que ele passou. E, temos Wendy a esposa sofrida e submissa que logo se tornou uma mulher forte. Pra quem nunca assistiu ao filme ou leu o livro, vou explicar. Jack é um ex-professor que foi demitido porque agrediu um aluno. Pra não passar por perrengues aceita o emprego de zelador de inverno em um hotel de luxo, onde ninguém tem acesso pois a entrada é bloqueada por nevascas. Pra não surtar, o empregado pode levar a família para fazer companhia. Overlook não é um hotel comum, ele foi palco de muitos assassinatos e suicídios e os espíritos raivosos usarão décadas de poder acumulado para puxar o pequeno Danny Iluminado para eles e atingir um novo patamar de horror. Lá eles enfrentam um jardim vivo, memórias angustiantes, festas macabras e quartos assombrados. Tá bom ou quer mais?

  • Doutor Sono – ” Mais de trinta anos depois, Stephen King revela a seus leitores o que aconteceu a Danny Torrance, o garoto no centro de O Iluminado, depois de sua terrível experiência no Overlook Hotel. Em Doutor Sono, King dá continuidade a essa história, contando a vida de Dan, agora um homem de meia-idade, e Abra Stone, uma menina de 12 anos com um grande poder. Assombrado pelos habitantes do Overlook Hotel, onde passou um ano terrível de sua infância, Dan ficou à deriva por décadas, desesperado para se livrar do legado de alcoolismo e violência do pai. Finalmente, ele se instala em uma cidade de New Hampshire, onde encontra abrigo em uma comunidade do Alcoólicos Anônimos que o apoia e um emprego em uma casa de repouso, onde seu poder remanescente da iluminação fornece o conforto final para aqueles que estão morrendo. Ajudado por um gato que prevê a morte dos pacientes, ele se torna o “Doutor Sono”. Então Dan conhece Abra Stone, uma menina com um dom espetacular, a iluminação mais forte que já se viu. Ela desperta os demônios de seu passado e Dan se vê envolvido em uma batalha pela alma e sobrevivência dela. Uma guerra épica entre o bem e o mal, uma sangrenta e gloriosa história que vai emocionar os milhões de fãs de O Iluminado, e satisfazer os leitores deste novo clássico da obra de King.

Preciso dizer que essa obra explodiu meu nível de felicidade. Essa foi uma das obras mais pedidas ao King. Ele nos mostra como está o pequeno iluminado Dan e como ele herdou os vícios do pai e de como ele se tornou refém de sua própria história. Como é um livro recente, acho que não há necessidade de discorrer muito sobre ele, até porque muitas pessoas nem sabiam da existência dele. O importante é que se você não leu O Iluminado, LEIA. Se não você não entenderá bulhufas.

  • Cujo- ” Frank Dodd está morto e a cidade de Castle Rock pode ficar em paz novamente. O serial killer que aterrorizou o local por anos agora é apenas uma lenda urbana, usada para assustar criancinhas. Exceto para Tad Trenton, para quem Dodd é tudo, menos uma lenda. O espírito do assassino o observa da porta entreaberta do closet, todas as noites. Nos limites da cidade, Cujo – um são-bernardo de noventa quilos, que pertence à família Camber – se distrai perseguindo um coelho para dentro de um buraco, onde acaba sendo mordido por um morcego raivoso. A transformação de Cujo, como ele incorpora o pior pesado de Tad Trenton e de sua mãe, e como destrói a vida de todos à sua volta, é o que faz deste um dos livros mais assustadores e emocionante de Stephen King.”

A trama é bem simples na verdade, King que confunde a nossa cabeça na sinopse, o que nos leva a entender que o ponto central da história é o monstro dentro do armário de Tad. Cujo era um são-bernardo muito dócil até ser mordido por um morcego raivoso e então, aos poucos ele vai perdendo o controle e precisa acabar com quem de alguma forma causou aquela dor a ele, o que na concepção dele é qualquer humano que ele encontrar. Mais não é só isso, a trama envolve a traição  de Donna e a decisão de Charity de confrontar o marido para conseguir o que quer. Isso é fundamental , pois da corpo a história e constrói os acasos que acontecem.

Espero que se vocês não gostem do mestre King, deem uma chance para alguma dessas obras. Talvez eu faça uma parte 2 dessa Imperialista, porque eu tenho tantas obras dele que foi difícil escolher apenas essas cinco. Até a próxima, valew, falow, é nois que voa.

 

%d blogueiros gostam disto: